Família argentina que passou por Alegrete faz da vida uma grande aventura

Uma história que vai além do trivial e remete à uma vida completamente diferente da rotina a que estamos acostumados. Uma mostra de desapego, aventuras e vida em família, só que sobre quatro rodas.

O casal Ariel, Antonela e a filha Paula escolheram uma casa nada convencional que se move pelas estradas e cidades da Argentina e agora pelo Brasil.  O Ninho Rodante, um ônibus Mercedes de 1966, é casa deste casal de argentinos de 32 e 30 anos, mais da filha de cinco e o cãozinho Simon.

O professor de educação física e a esposa puericultora ( que ajuda mães a amamentar seus filhos) gostam muito de viajar e conhecer lugares e culturas. Há dois anos decidiram fazer de um ônibus a sua casa. Eles são de Santa Cruz, no sul da Argentina, e estão com este ônibus há sete meses.

A decisão de fazer de um ônibus, antes um pouco menor que o atual, a sua casa e sair viajando foi em fevereiro de 2018. Para conseguir dinheiro para o alimento e o diesel do veículo eles fazem quadros pirografados e chaveiros com pedras.

Ariel diz, com muita calma, que os três acreditam que o amor é a única maneira de viver bem, assim como respeito à natureza. Essa vida em harmonia com o ambiente faz da pequena Paula, que estava dormindo na hora da reportagem, saber que é preciso preservar e reciclar.

Ela junta os lacres das latinhas que encontra pelo caminho e que servem para o pai colocar atrás dos quadros.

Os chaveiro são originais com pedras e adereços diferentes

Sempre que chegam a uma cidade se informam de onde tem sombra e locais em que possam estar em segurança. Aqui, ficaram na Avenida Freitas Valle, passearam pelo centro e foram conhecer o Rio Ibirapuitã.

  • Optamos viver com liberdade, sem tempo, sem hora, porque amamos viajar e esta foi a maneira que encontramos de fazer o que gostamos. Para isso fazemos nossos quadros e chaveiros que vendemos para ter o recurso para o alimento e o combustível.

Dentro do Nido Rodante, uma casa com tudo o que precisam para eles e Simon, o cão que avisa quando alguém se aproxima do ônibus, dando a segurança extra, disse Ariel.

O veículo antigo e colorido chamou a atenção de quem passou pela Avenida Freitas, nos três dias em que estiveram em Alegrete.

Dentro do Nido Rodante, com tudo organizado, enfrentam muita estrada, temporal, frio calor, sempre unidos e com bom humor, passando por lugares e encontrando pessoas que sempre os recebem bem, fazendo da vida da família uma aventura emocionante e com gratidão ao Universo, comentou Antonella.

Vera Soares Pedroso

 

Compartilhe
  • 1.8K
  •  
  •  
  •  
  •  
    1.8K
    Shares