Golpistas usam dados de empresas e se passam por integrantes de facção criminosa em Alegrete

Golpistas estão usando dados de empresas que estão nas redes sociais para tentar extorquir dinheiro de vítimas, em Alegrete.

celular

Golpistas estão usando dados de empresas que estão nas redes sociais para tentar extorquir dinheiro de vítimas, em Alegrete.

Os suspeitos começam a conversa falando que são de uma facção criminosa e que possem informações de que o empresário está interferindo nos negócios da quadrilha. Por isso, eles exigem o pagamento de uma quantia em dinheiro.

Os golpistas dizem que, caso a vítima não envie o valor pedido, uma pessoa da facção será enviada para atacar o comércio ou até mesmo o empresário e a família.

Santa Casa: Governo do Estado fecha acordo sobre serviços do IPE Saúde

De acordo com a Polícia Civil de Alegrete e Brigada Militar, aqui na cidade, diversos comerciantes estão recebendo mensagens em áudio de um interlocutor que se identifica como líder de uma facção criminosa e informa que o alvo do golpe colabora com a Brigada Militar, o que causaria problemas a facção.

A Polícia Civil e a Brigada Militar destacam que trata-se de mais um golpe praticado por meio de celulares, em que o áudio é replicado, alterando-se apenas o nome da vítima e o bairro onde mora.

A Polícia Civil orienta que tais mensagens sejam ignoradas e os números bloqueados. Orienta também que seja registrada ocorrência, para que se apure de onde se originam as mensagens.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários