Iluminador, videomaker, cinegrafista e ator: conheça o talento nato do alegretense Alisson

Compartilhe
  • 310
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    310
    Shares

O alegretense Alisson Machado é cinegrafista, videomaker, iluminador teatral e ator e já está há 12 anos atuando na área de vídeo.

Aos 40 anos, o profissional que iniciou sua trajetória com iluminação, som e luzes,e é só gratidão por aqueles que abriram as portas para ele.

Foram quase oito anos trabalhando com o Paulinho, profissional que é referência na área. Atrás dos palcos, aprendeu muita coisa. Atuando em palestras, shows e centenas de festas, Alisson conta que aprendeu muito e hoje se transformou em um videomaker.

Com o segundo grau completo, cursado no Emílio Zuñeda, o alegretense trabalhou em 2005 com o Dj Alan na Containner Sonorizações, foi um tempo de muito aprendizado, reconhece Alisson.

Ele também é um dos fundadores da Associação Cultural Mensageiros,  instituição mantenedora do Ponto de Cultura Coletivo Multicultural de Alegrete.  Em 1998, juntamente com Paulo Amaral , Tatiane Quintana,  Eliria Mallman dos Santos, Gislaine Barros e vários outros jovens, criaram o Grupo de teatro Mensageiros, no qual realizou inúmeras apresentações pelo estado do RS.

Foi então que Alisson participou como ator e iluminador das peças teatrais: Amanheceu lá Fora, Entre Nós,  Sempre a Mesma História, A Farsa da noiva Feia, O auto do enlace, dentre outras.

Responsável por produzir e dirigiu curtas metragens e documentários, com grande destaques nos filmes “Acordes”, “Tempo de Escola”, “Ibirapuita,  o Rio Vivo”, “Contos e Fábulas , o despertar da realidade”, e outras produções.

 

Atualmente, Alisson é colaborador voluntário do Coletivo Multicultural,  onde produz vídeos e ministra oficinas voltada à prática cinematográfica. So pelo Coletivo são duas décadas de trabalho, produções elogiadas pelo RS a fora.

Desde 2015, Alisson se aventurou em produzir trabalhos de uma forma independente. Entre um trabalho social e comercial ele acabou se reinventando em plena pandemia.

A dedicação na produção de lives e gravação de vídeo clipes virou rotina em meio à pandemia. Em seu último trabalho deixou seu profissionalismo emprestado no mais novo clipe da música “Vai Doer”, de Aline Costiti e Ediee Moraes.

 

Júlio Cesar Santos                          Fotos: acervo pessoal


Compartilhe
  • 310
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    310
    Shares