Justiça aceita pedido para cassar chapa vencedora das últimas eleições municipais em Uruguaiana

Ministério Público Eleitoral fez o pedido por suspeita de captação ilícita de dinheiro público. Valores que deveriam ser usados para licitação teriam custeado campanha eleitoral. Cabe recurso da decisão.

Justiça aceita pedido para cassar chapa vencedora das últimas eleições municipais em Uruguaiana
Justiça aceita pedido para cassar chapa vencedora das últimas eleições municipais em Uruguaiana

A Justiça Eleitoral aceitou um pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) para cassar a chapa vencedora das últimas eleições para a Prefeitura de Uruguaiana, na Fronteira do Rio Grande do Sul. A suspeita é de captação ilícita de recursos usados na campanha de reeleição. A decisão cabe recurso.

Em vídeo divulgado na segunda-feira (29), nas redes sociais da prefeitura, o prefeito Ronnie Mello (PP) disse que essa é uma tentativa de realização de um segundo turno de forma judicial.

“Tal decisão é baseada em elementos infundados, inverídicos. Queremos ainda afirmar que seguiremos cumprindo nosso mandato pois sequer há pedido de afastamento do cargo”, destaca.

Segundo o MPE, o desvio de dinheiro teria relação com uma fraude na licitação para contratar 11 funcionários fantasmas para limpeza da cidade no último ano. O dinheiro teria sido desviado para uso na campanha.

O pedido foi julgado procedente em primeira instância, segundo o Cartório Eleitoral de Uruguaiana. O prefeito e o vice, José Fernando Tarragó (PSD) tem três dias para apresentar recurso.

Se houver recurso, o processo deve ir a julgamento pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários