Luiz Carlos Santos Lopes, o Carlinhos da Tipografia Tupi, morreu hoje dos 84 anos

Morreu nesta segunda-feira(13), o alegretense Luiz Carlos Santos Lopes, aos 84 anos. Conhecido como Carlinhos, ele era proprietário da tipografia Tupi, localizada na rua 20 de Setembro, Centro.

O local era renomado nas décadas de 80 e 90 no Município. De acordo com o irmão, Edegar Lopes, na tipografia foram impressos livros considerados históricos na cidade, através dos escritores Adão Faraco, Sérgio Faraco, Laci Osório e muitos outros alegretenses na área da poesia, história e conhecimentos gerais. Também eram realizados os trabalhos de talonários.

” Carlinhos tinha uma vasta cultura, leu mais de cinco mil livros, era poeta e editava livros” – disse Edegar.

O alegretense, também, era ativista político, fazia parte do antigo partido comunista. Foi um dos fundadores, juntamente com outros alegretenses, do Partido dos Trabalhadores no Município. Carlinhos foi responsável pela primeira ATA do PT em Alegrete.

Ele foi um dos perseguidos político na Revolução de 1964, foi preso e torturado, porém, esteve sempre voltado ao comunismo e posições de esquerda – comentou.

Ainda foi líder comunitário, fundador do Porto Futebol Clube, Associação do Porto e fez parte da União Operária. Ele era muito envolvido em atividades políticas no Município.

Edegar ressalta que o escritor Sérgio Faraco, cujas obras são conhecidas em vários países e, reconhecido no Brasil, era amigo pessoal de Carlinhos. O alegretense deixa cinco filhos e a esposa Maria Ignácia  Carvalho Lopes.

 

As últimas homenagens estão acontecendo na Funerária Angelus.

 

Obituário: Luiz Carlos Santos Lopes – 84 anos – 13/01/2020

Compartilhe
  • 482
  •  
  •  
  •  
  •  
    482
    Shares