Moradores de três bairros apontam o mesmo indivíduo pela incidência de roubo a residências

Há mais de um mês o número de furtos nos bairros Canudos, Vila Nova e parte do Centro aumentaram e, segundo os moradores, um indivíduo que já é conhecido no meio policial é um dos principais suspeitos. Ele já foi identificado por algumas vítimas, em filmagens e, até mesmo, por vizinhos que o flagraram saindo das residências.

Oscar Roodes esteve na redação e falou em nome dos moradores dos bairros citados. Ele disse que todos estão com receio de saírem de suas casas, pois não há respeito com o cidadão de bem. “Dentre todas as ocorrências que já foram registradas, este indivíduo não tem receio algum de invadir casas, isso acontece de manhã, tarde ou noite. A população está chegando no limite, pode acontecer uma tragédia. Ele entrar em uma casa com proprietário e a reação ser fatal para um ou outro lado” – comentou.

O morador, que também, foi vítima do indivíduo, disse que apesar de todos os BOs, ainda não houve um flagrante do acusado. Por mais de duas vezes já foi preso pela Brigada Militar, porém, devido a falta de vítima no momento da abordagem foi ouvido e liberado. Dentre os produtos que o indivíduo já furtou estão televisores, botijões de gás, ferramentas, somente de uma casa o prejuízo é em torno de 2 mil reais. Um outro relato foi de um idoso que tem um filho especial e, hoje, tem receio de dormir com medo do acusado. Ele arrombou uma janela e levou todos os materiais de trabalho do proprietário.

São diversas as ocorrências, sem contar àqueles que não fizeram, pois quando se deram conta, não foram na DP. O pedido dos moradores é para que as vítimas se unam, façam o registro. “Com essa nova Lei de Abuso de Autoridade que, mais uma vez, abre brechas para os bandidos, precisamos que a população seja aliada para auxiliar a polícia com provas. Quanto mais, melhor. Pois só assim, é possível fazer alguma coisa. Nossa opção é a Lei” – citou.

Muitos ressaltam que estão se sentindo presos: “vamos precisar colocar grades em nossas casas, vamos ficar prisioneiros ?” perguntam.

Um dos indivíduos que a maioria aponta como autor, já foi identificado por vários moradores, inclusive já ofereceu produtos de furtos, ele é conhecido como Boquinha. É importante destacar que as pessoas que compram produtos sem procedência podem responder por receptação.

 

Compartilhe
  • 323
  •  
  •  
  •  
  •  
    323
    Shares