Policial Militar alegretense auxiliou mãe na hora do parto, em Uruguaiana

Compartilhe
  • 2.6K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2.6K
    Shares

Na última sexta-feira (7), um chamado marcou a vida da policial militar alegretense, Lidiane da Rosa Dicheti. Ela é lotada em Uruguaiana e está há 13 anos na Instituição.

Aos 33 anos, ela que é mãe, passou pela experiência de auxiliar uma dona de casa no momento em que deu à luz, a um menino, em uma residência no bairro Nova Esperança, em Uruguaiana.

A guarnição da alegretense que estava acompanhada do colega soldado Jadilson Paim Rios, foi acionada através do 190. Toda a tensão da rotina de um policial foi trocada pela emoção de ter em seus braços um recém nascido.

Ao chegar na casa, a gestante Luciana Teodoro, 37 anos, já estava em trabalho de parto e não houve tempo do SAMU chegar ao local.

A soldado Lidiane Dicheti auxiliou a mãe e o recém nascido. O parto ocorreu no quarto da moradora.

“Foi muito gratificante poder ajudar em um momento tão especial. Ao chegarmos o bebê havia acabado de nascer, peguei ele nos braços e nos preocupamos em nos certificarmos se mãe e filho estavam bem. Pedi mais cobertores para aquecer o bebê que foi se acalmando no meu colo até abrir os olhos pela primeira vez, cena que ficará guardada em minhas melhores recordações. Vimos que era possível aguardar a chegada do SAMU no local e posterior foram encaminhados ao Hospital Santa Casa. Foi a primeira vez em 13 anos de profissão e fico muito feliz que tenha dado tudo certo” – falou a soldado que estava acompanhada do colega.

Lidiane disse que toda família reside em Alegrete. “Amo muito minha cidade e visito com frequência o Baita Chão. Saí há 14 anos, mas meu coração permanece em Alegrete” – comentou.

Flaviane Antolini Favero

 


Compartilhe
  • 2.6K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2.6K
    Shares