Roger Severo, um abnegado pelo esporte alegretense sonha com um ginásio esportivo

O alegretense Roger Dorneles é formado em Educação Física , casado com Josiele Machado Dorneles Severo, professora. Pai de três filhos(as) Júlia 14, Carolina (9) e Gabriel (7).

Roger Severo

Roger e família

Aos 46 anos, o desportista nato é o mentor dos Jogos da Solidariedade, considerado o maior campeonato solidário da Fronteira Oeste. Roger concorreu 4 vezes a vereador. Em 2008 recebeu 954 votos, ficou na suplência. Em 2012 conseguiu se eleger vereador com 847 votos na legislatura 2013/2016 pela bancada do PP. Em 2016 buscou à reeleição e com 875 votos ficou como suplente. Nas últimas eleições (2020), mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia, obteve 618 votos, ficou na 2ª suplência.

Roger na Câmara em homenagem a ex-ginasta Daiane dos Santos

Severo atuou na Câmara por 22 anos a convite da então vereadora Leoni Caldeira (1993), madrinha política. Também trabalhou nas assessorias da bancada progressista e nos gabinetes de Leny Caldeira e Glênio Bolsson.

Na Prefeitura atuou por 3 anos e meio junto à gestão Cleni / Márcio (2017/2020). Roger foi Diretor Geral da Secretaria de Promoção e Desenvolvimento Social com a secretária Iara Caferatti e exerceu o cargo de Diretor de Esporte e Lazer com a Secretária Márcia Dornelles na gestão Marcio Amaral.

No último citadino defendeu a equipe da Center Fhotos e trabalhou como repórter noticiando os jogos a cada rodada. Dinâmico, o professor de Educação Física é uma das figuras que faz o esporte local acontecer.

Mantém um programa na Rádio Alegrete, onde incentiva o esporte local. Roger está sempre envolvido com o desporto local. Finalizada a edição 15ª dos Jogos da Solidariedade, a reportagem bateu um papo com o alegretense que não se cansa em fomentar o esporte alegretense.

Roger em seu programa de rádio

Portal: Como criador da maior competição solidária da Fronteira Oeste, qual o saldo em 2021?

 Muito positivo, só gratidão a toda equipe da AJS, trabalho incansável, pois foi muito desafiador a nossa retomada após 586 dias, com todos os protocolos sanitários. As atividades se encerraram com a Copa “Carlos Amarante” um grande desportista, nosso primeiro patrocinador em 2006. Com certeza esse é meu maior projeto social para Alegrete.

Portal: Já são mais de 77 toneladas de alimentos arrecadados desde 2006. Como nasceu esse projeto?

Já organizava eventos esportivos em nossa cidade, em especial no Futsal, são mais de 25 anos de trajetória. Em 2005 quando organizei um quadrangular de Futsal no Oswaldo Aranha, o meu pai “I’m memoriam” o ex-vereador Evódio Ribeiro Severo, estava naquele ano assistindo e que eram poucos participantes, disse organiza,“filho”, outro evento para que mais pessoas possam participar. Nisso lancei o projeto Jogos da Solidariedade, em todas as categorias adulta, sub 30, 35, 40, 50, duas divisões livres e feminino. Foi um sucesso, pois arrecadamos 20 toneladas.

Portal: Além de fomentar a economia local com os Jogos. O evento serve como uma oportunidade boa para as categorias de base. Qual tua avaliação dos Jogos ?

Os Jogos da Solidariedade, a partir de 2010, teve todo o nosso apoio, fui o criador da AJS em 2011, iniciamos o evento voltado as categorias de base do sub-07 ao juvenil, mantivemos a categoria feminina. As equipes da região estão sempre participando com suas escolinhas, Cacequi, Manoel Viana, Uruguaiana, Rosário do Sul, Bagé.

Portal: E o fator econômico ?

Precisamos sim abordar a nossa economia, pois mesmo que fracionada os Jogos da Solidariedade também movimenta, o setor esportivo, com os materiais esportivos, nossos postos de combustível, pessoas que atuam nas rodadas, segurança, ginásios, bebidas, restaurantes e lancherias, os nossos visitantes que participam ativamente na cidade. Minha avaliação é muito positiva mas seguir trabalhando em equipe e buscando as parcerias necessárias para sua realização.

Portal: Tivemos dois anos atípicos quanto à realização de eventos. Qual foi o momento mais difícil para a direção AJS ?

A maior pandemia dos últimos 100 anos (Covid-19), muitos problemas a várias famílias, as perdas de entes queridos, as famílias com as dificuldades de sustento, iniciamos a 15 edição do JS em março de 2020, e na outra semana inicia o combate à pandemia com muitas restrições. Ter fé e esperança na vacinação, trabalho incansável da ciência e dos profissionais de saúde, nosso aplauso e reconhecimento, foram incansáveis; e após 586 dias com as flexibilizações retomar as atividades em 2021.

Roger no encerramento de uma edição dos Jogos

Portal: O esporte local carece de apoio. Vários destaques em muitas modalidades. Qual a tua opinião?

O nosso esporte local, seja Paradesporto, amador ou competições, é muito forte, temos talentos nas mais variadas áreas, alternativas são investimentos financeiros, as entidades buscarem sua organização legal para estarem aptas a concorrerem recursos de todas as esferas, seja pelo Marco Regulatório ou editais.

Portal: E o investimento no esporte alegretense ?

Vemos em Alegrete as empresas privadas que também são importantes e investem, ajudam através de patrocínios, dentro de suas  possibilidades, não diferente do Poder Público, onde o cobertor é curto e tem que priorizar algumas atividade, ações e eventos. Mas quanto mais recursos a cada dólar investido no esporte são economizados 3,2 dólares em saúde”. O esporte como fator de inclusão social e qualidade de vida. Então falar em esporte é muito desafiador para os gestoras de todas as esferas.

Portal: Não poderia deixar de perguntar. E o ginásio municipal tem solução ?

Participei recentemente de uma reunião na Frente Parlamentar do Esporte, presidida pelo ver. Anilton Oliveira, e foi lembrado pelo ver. Bolsson aquela intensa luta que tive para que nosso Alegrete após décadas, ter o seu Ginásio Municipal. Durante meu mandato parlamentar foram 3 anos, 3 anos de intenso trabalho (2013/2015) quando estava vereador, busca de recursos, parcerias e nessa luta nunca estive sozinho, pois o então deputado, hoje Senador Luis Carlos Heinze foi o autor do aporte de 1,5 milhão de reais para a 1 etapa, e garantia do próprio Heinze com mais R$ 600 mil para outra etapa. “Fui a Brasília em 2013, audiência com o Ministro de Esporte, várias cópias do projeto embaixo do braço, em cada reunião uma cópia entregue levando o sonho do Alegrete de muitas gerações. Área garantida próxima a Unipampa, mas para o Poder Público daquela gestão o valor era pequeno para este investimento que ultrapassava os 5 milhões de reais, então o valor que o município tinha, voltou, não tivemos mais prazo para dar andamento naquele projeto (2013 a 2015), e perdemos uma oportunidade de dar o pontapé inicial. Esse momento foi de muitas reflexões, momento difícil na minha vida.

Roger com a planta do ginásio municipal

Portal: Qual o maior sonho do Roger Severo para o esporte de Alegrete ?

O meu sonho, minha opinião, todos lutem juntos, pela construção do Ginasio Municipal. A soma de esforços para concretizá-los, e que irá beneficiar a muitas gerações.

Portal: Se tu fosse prefeito qual seria o teu primeiro ato em prol do esporte local em 2022 ?

Não tenho essa pretensão, um abraço ao meu amigo, ex-colega de Câmara, o prefeito Márcio Amaral, foi eleito voto popular e maioria, que administra nossa cidade, “lutar sempre por mais recursos para o esporte”.

Portal: Como político e atuante por 22 anos na Câmara, o que esse tempo agregou na tua vida que tu destaca hoje ?

A Câmara será um legado na minha vida, “quis Deus e me proporcionou” a trabalhar ao lado do meu pai, o ex-vereador Evódio Ribeiro Severo (1972 a 1988) junto a Bancada do PDS, lá por 1995,  éramos os assessores da Bancada com 08 vereadores, foi muito forte na minha vida, um aprendizado, uma verdadeira escola.

Portal: Chegamos ao final de 2021. Qual a tua mensagem para todos desportistas alegretenses ?

Natal momento de reflexão, que Cristo renasça em nossos corações, pelas parcerias firmadas, vitórias alcançadas, muito obrigado. Que venha 2022 e seus novos desafios, com muita paz, saúde, felicidades e muita solidariedade, aos nossos desportistas muita força e fé, superando as adversidades com “esperança.

Roger e o presidente da AJS Fernando Nascimento

Fotos: acervo pessoal

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários