Servidora da Fronteira D’oeste diz ter sido agredida, verbalmente, por passageiro

Um episódio narrado por um servidora da empresa Fronteira D'Oeste, transporte coletivo, em Alegrete, foi de que ela foi ofendida por um passageiro, na linha Vera Cruz- Santos Dumont, na manhã de hoje 6.

De acordo com a vítima, ela solicitou que o acusado colocasse a máscara, já que é determinado que se mantenha o uso do acessório nos ônibus, assim como, em farmácias e ambientes de atendimento em saúde.

Cobradora da Fronteira D’Oeste

Alegrete terá desligamento programado de energia elétrica de 6 a 11 de junho; Confira

Porém, ela acrescenta que o homem argumentou que iria telefonar e depois passou a agredí-la com palavras ofensivas mesmo, conforme ela, ter feito a solicitação com respeito. Apenas estava fazendo o que é preciso e cobrado pela empresa, inclusive por respeito a outros usuários – cita.

Ele entrou com a máscara no queixo, diz Vanessa Alves. Eu solicitei para que ele colocasse corretamente, mas a resposta foi: tu não viu que eu “tô” telefonando? E, a partir deste momento, começou a falar palavras ofensivas, até que o motorista solicitou que ele colaborasse e ele desceu na parada do Nacional – narrou.

A assessoria de comunicação da empresa informa que a orientação é para que os servidores solicitem o que é necessário, com respeito, aos usuários e, por isso, não se admite que sejam tratados de forma diferente.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários