A ERS 566 voltou ao que era: sem condições de trafegabilidade

Usuários da RS 566 relatam a situação da estrada, o descaso e a falta de manutenção da rodovia. Dizem que é indignante terem que andar a 30, 40km por hora.

Quem mora no interior demora até três horas para chegar à cidade rodando cerca de 60Km. Isso, dizem, sem falar nos estragos nos carros, tamanha a precariedade da estrada. Pneus, amortecedores e carros fervendo, como disse uma motorista, isso tudo por ter que andar em baixa velocidade.

A RS 566 dá acesso a várias localidades do interior de Alegrete e também ao Município de Itaqui.

A reportagem entrou em contato com o responsável  pelo DEAR, em Alegrete, que da manutenção a esta rodovia e até a hora desta postagem não obteve retorno.

.Vera Soares Pedroso

 

Compartilhe
  • 1.4K
  •  
  •  
  •  
  •  
    1.4K
    Shares