Brasileiros aguardam para tentar sair da Ucrânia de trem; ‘A gente está nas orações aqui’, diz familiar no RS

Cristian Dal Belo chegou até a fronteira da Polônia, mas foi impedido de atravessar por militares. Já Matheus Ramires tentou ir até a estação nesta segunda (28), mas ficou no hotel após sirene de alerta soar.

Brasileiros aguardam para tentar sair da Ucrânia de trem
Brasileiros aguardam para tentar sair da Ucrânia de trem

Cristian Dal Belo, jogador de futebol de Passo Fundo que mora na Ucrânia, se prepara para tentar mais uma vez deixar o país, que desde semana passada é atacado pela Rússia. Ele deve embarcar na tarde desta segunda-feira (28) em um trem para Polônia, como conta Ana Paula Fagundes, sua irmã. A família recebe notícias por mensagem.

“Hoje [segunda] às 13h30 da tarde eles vão tentar pegar um trem pra atravessar pra Polônia. A gente só está nas orações aqui”, diz a irmã.

O atleta chegou a tentar atravessar a fronteira da Polônia, no sábado (26), junto com outros jogadores. Caminhou por cerca de 6 horas desde Lviv, mas ao chegar na fronteira, foi impedido e ameaçado por agentes de segurança. Os jogadores conseguiram carona para voltar, e se abrigaram em um hotel de Lviv.

“Foram tratados como lixo. Os militares ameaçaram de bater neles, porque eles queriam atravessar e não conseguiram”, conta a irmã. Cristian relatou o ocorrido em um vídeo. “A fronteira da Ucrânia com a Polônia não é nada do que falaram”, diz.

Nas redes sociais, Cristian cobrou do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, por uma solução para ajudar os brasileiros a saírem do país. “Estamos aqui cinco brasileiros, com criança pequena, tentamos de todas as formas e ninguém nos ajuda a sair, o que você vai fazer conosco?”, postou ele.

No domingo (27), o Itamaraty informou que 80 brasileiros haviam deixaram a Ucrânia. Antes da guerra, a comunidade brasileira na Ucrânia era estimada em 500 pessoas.

‘Não tem respaldo nenhum’, diz jogador

Já o jogador de futsal Matheus Ramires aguarda no hotel para tentar embarcar no trem para deixar Kiev, capital de Ucrânia. O país é atacado desde a semana passada pela Rússia.

O atleta de Rio Grande, no Sul do estado, deixou o apartamento onde vive com um amigo para se abrigar em um bunker em um hotel. Outros brasileiros, abrigados no mesmo local, conseguiram deixar o hotel e ir rumo à estação de trem. Matheus conta que não foi avisado, e ficou no local.

Na madrugada desta segunda-feira (28), ele tentou mais uma vez deixar o hotel. “A gente estaria saindo agora, pra ir pegar o trem, caminhando 20 minutos, e aí começou a tocar uma sirene da cidade”, afirma ao g1.

Os brasileiros na Ucrânia receberam a recomendação da embaixada para tentar deixar o país do trem. Matheus questiona. “E aí, tu pega o trem pra onde? Como? Não tem respaldo nenhum”, afirma.

Fonte: G1

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários