fbpx

Delegado Maurício Arruda continua apurando as circunstâncias em que o crime de injúria racial aconteceu em Alegrete
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nesta segunda-feira(23), uma notícia que teve muita repercussão na cidade, haja vista que nos últimos dias o tema racismo e injúria racial estão em evidência principalmente após a morte de João Alberto Freitas, por asfixia,  no estacionamento do Supermercado  Carrefour, em Porto Alegre, foi de duas jovens que também passaram por uma situação que está tipificado como injúria racial.

“Castelhaninho” assalta idoso de 70 anos à mão armada

De acordo com Delegado responsável pelo caso e pela DPPA, Maurício Arruda, o caso de injúria  ainda está sob investigação e a suposta autora do crime, foi identificada. A mulher tem 55 anos. A polícia não conseguiu intimar a autora, em diversas tentativas de encontrá-la.

Morte do motorista, vítima de acidente no interior de Alegrete, repercutiu em Ijuí; ele teve envolvimento em crime que chocou a cidade
As autoridades acreditam que ela possa estar na casa de amigos ou familiares devido à repercussão que o caso gerou.

A polícia intimou as vítimas a comparecerem à Delegacia para o reconhecimento da autora. “A pessoa que aparece nas imagens foi identificada, mas a policia ainda esta tentando entender em que circunstâncias se deram os fatos, não havendo nenhuma atribuição de responsabilidade, uma vez seguem em investigação ” – disse Delegado Maurício.

Entenda o caso no link abaixo:

Duas mulheres negras denunciam ofensas racistas de moradora do centro da cidade

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •