Lei do Orçamento Anual, veja onde o alegretense quer investimentos

A Lei de Diretrizes Orçamentárias é uma proposta da Administração Pública que contém a previsão das receitas e a fixação das despesas para o exercício financeiro seguinte.

A Secretaria de Finanças e Orçamento divulga o resultado das audiências públicas presencial e online referente a elaboração da Lei do Orçamento Anual – LOA 2023 nesta segunda-feira, 28.

Após a divulgação nos meios de comunicação, imprensa local e oficial, entre os dias 27 de outubro e 10 de novembro, a população alegretense teve a oportunidade de participar através do formulário no site da Prefeitura de Alegrete ou sugerindo através do e-mail: [email protected].

No total, 31 participantes responderam o formulário; sendo que 16,1 % residem na zona central e os demais distribuídos nos diversos bairros da cidade; 54,8% possui ensino superior; 64,5% são funcionários públicos e 45,2% estão na faixa etária de 30 a 45 anos.

Vídeo: soldado que tragicamente deu adeus à tropa recebeu comoventes homenagens

O foco do primeiro questionamento foi direcionado às áreas em que a administração municipal deveria concentrar maiores quantidades de recursos financeiros, onde os participantes poderiam marcar quatro prioridades. Desta forma, 77,4% opinaram igualmente pela Saúde e Assistência Social, 41,9% Emprego e Renda, 35,5% Saneamento e 9% Pavimentação de Ruas.

Já em relação as ações em que sugere maior investimento em 2023 no bairro ou região, onde os participantes poderiam marcar três prioridades, 71% opinaram por Expandir e melhorar o atendimento das unidades de saúde; 61,3% Expandir e incentivar a coleta seletiva e limpeza urbana e 38,7% opinaram por Melhorar o sistema de iluminação pública.

Também foi questionado sobre a prioridade de obras a serem realizadas em 2023, onde os participantes deveriam optar por três alternativas, sendo que 66,7% opinaram igualmente pela Construção, ampliação e melhorias nas escolas e creches, Construção, ampliação e melhorias das unidades de saúde, Melhoria de serviços urbanos (coleta de lixo, limpeza urbana, substituição de lâmpadas e equipamentos urbanos), seguida de Pavimentação de ruas com 50% e Instalação e/ou melhorias de praças e espaços de lazer com 36,7%.

Segurança no litoral norte cresceu na vida, mas ainda quer retornar ao Baita Chão

Além de cumprir o dever constitucional na realização de audiências públicas, a Prefeitura de Alegrete agradece a participação popular, onde o objetivo foi de oportunizar ao cidadão a participação direta na construção do planejamento para o nosso município com foco na transparência das ações governamentais.

A administração municipal agradece a contribuição da população alegretense.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários