Marido clama por ajuda para encontrar mulher desaparecida em Alegrete

Jean Aldemar de Avila Weber está desesperado em busca de informações sobre o paradeiro de sua esposa, Sonia Mari Falcão Lencine, de 40 anos, desaparecida desde a madrugada de segunda-feira (20).

Ele falou com ela pela última vez por volta da 1h, quando foi dormir e Sonia ficou na sala. Jean relatou que, ao acordar por volta das 5h, notou que Sonia não estava mais em casa.

O casal reside no bairro Renascer. Segundo ele, Sonia saiu de casa apenas com a roupa do corpo, a bolsa e o celular. Desde então, Jean tentou entrar em contato com a esposa por diversas vezes, mas o celular está desligado e o último horário de atividade no WhatsApp foi às 3h23. O carro deles, um Gol, também não foi usado por ela.

Audiência Pública na Câmara vai discutir serviços, obras, investimentos e ações da Corsan em Alegrete

Jean pede que qualquer informação sobre o paradeiro de sua esposa seja enviada para seu WhatsApp, no número 55 99205-2464, ou que as pessoas entrem em contato por ligação. Ele ressaltou que não houve discussões recentes entre eles e que o relacionamento estava bem. “Nós não brigamos, estava tudo bem. Ela foi na manicure no sábado, passamos o domingo tranquilos, não tenho noção do que aconteceu”, afirmou.

O casal, originário de São Borja, está junto há três anos e reside em Alegrete há cerca de um ano e meio. Jean menciona que a casa onde vivem é própria e que tinham planos de realizar melhorias no imóvel. “Ela estava falando sobre a obra que vamos fazer, tinha muitos projetos”, acrescentou.

Ele também afirmou não ter conhecimento de problemas psicológicos que Sonia pudesse ter. “Por favor, me ajudem a localizá-la”, disse. O registro foi realizado na Delegacia de Polícia.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários