Menor recebe uma segunda chance depois furtar uma loja no centro da cidade

Uma segunda chance. Um gesto incomum mas que pode mudar o destino de um adolescente de 15 anos. Essa foi a atitude de um empresário na tarde de sábado (18), em Alegrete.

O empresário teve sua loja como alvo de um menor. O acusado passou pelo estabelecimento comercial e furtou um objeto. Ele foi avisado por um cliente e, ao olhar nas câmeras de videomonitoramento, verificou as características do adolescente e saiu atrás do acusado.

Ao conversar com a reportagem, disse que já não tinha mais esperança de localizar o menor. Mesmo assim, decidiu caminhar pelo centro. Quando já estava desistindo, o empresário identificou o acusado sentado em um banco na Praça Getúlio Vargas, conversando com outro menor.

“Quando percebi se tratar da mesma pessoa liguei para Brigada Militar, que chegou muito rápido. Acho extremamente importante salientar o trabalho realizado pelos policiais.” – comentou.

O adolescente foi abordado e o objeto localizado com ele. Naquele momento, foi consultado o nome e, até então, não havia nenhuma ocorrência contra o menor.

Foi que o empresário tomou uma decisão que pode ter mudado o destino do adolescente, oferecendo a ele uma segunda chance. O dono da loja disse aos policiais que não iria fazer o boletim de ocorrência, iria dar a oportunidade para que o adolescente permanecesse com o nome limpo e, com isso, pudesse considerar que fazer o errado só o levaria para o caminho negativo e, mais cedo ou mais tarde, para o Presídio.

Neste instante, os policiais conversaram com os menores, explicaram todas as consequências de uma ocorrência, Delegacia, nome fichado e todos os danos para o futuro. Disseram que se ele fosse levado para DP só iria sair na presença de um responsável.

O adolescente começou a chorar e falou que reside com o avô e, este tem um problema de saúde, além de ser deficiente visual.

A oportunidade que o empresário teve esse gesto com o menor, com certeza isso o impactou. Ele ouviu atento todas as orientações dos policiais, do dono da empresa e vai ser responsável por fazer a diferença. Ser uma pessoa do bem e conquistar o que deseja de forma honesta.

O ser humano tem a necessidade de ser aceito e de pertencer a um grupo. E a única forma de fazer isso é deixando de viver apenas em seu universo particular e se propor a ajudar, doar, oferecer, trocar e fazer a diferença na vida de alguém. O dia a dia é repleto de oportunidades de fazer a diferença na vida das pessoas por meio de pequenas atitudes que são capazes de tornar nossa existência grandiosa.

A humanidade pode ser comparada a uma equipe de trabalho, cada pessoa é fundamental para alcançar o resultado final, e cada pequeno movimento interfere no todo.

Um detalhe importante: esse mesmo empresário já foi alvo de ladrões em outras ações. Mas ele disse que acredita ter feito a escolha correta. ” Falei pra ele que não vale a pena seguir este caminho e que se voltar a fazer, mais cedo ou mais tarde vai ser pego e não terá a mesma sorte” – concluiu.

O empresário citou que fez tudo correto e contou com o trabalho de excelência da Brigada Militar.

 

Flaviane Antolini Favero

Compartilhe
  • 518
  •  
  •  
  •  
  •  
    518
    Shares