Mesmo com excesso de chuvas, safra de soja é melhor que a do ano passado, dizem produtores

O fim da colheita de soja deste ano trouxe à tona desafios enfrentados pelos produtores da região.

A reportagem do PAT conversou com o Engenheiro Agrônomo Tiago Soares Pedroso, da Emater de Alegrete, e com o produtor Caio Nemitz, que forneceram um panorama detalhado sobre os resultados desta safra.

“Contando as horas para voltar ao lugar, de onde, se fosse minha escolha, jamais teria saído”, diz alegretense desgarrado

Segundo Pedroso, “nosso último levantamento apontou que as últimas lavouras colhidas têm 24,4% de perdas de produtividade. Além disso, estão apresentando perdas na qualidade dos grãos, com até 40% de grãos defeituosos, incluindo ardidos, mofados e germinados. Esses defeitos resultam em descontos na comercialização para os produtores.”

Apesar dos problemas de qualidade, esta safra foi considerada melhor que a do ano anterior. “No ano passado, colhemos cerca de 10 sacos por hectare. Este ano, esperávamos 45 sacos por hectare, mas no momento, estamos com uma média de 30 sacos por hectare,” explicou.

Mais de 180 viagens por mês garantem tratamento a pacientes de Alegrete em outras cidades gaúchas

A irregularidade climática foi um dos fatores que influenciaram a safra. “A safra da soja foi marcada pelo excesso de chuva no plantio e na colheita. O plantio atrasou devido às chuvas em outubro e novembro, e algumas lavouras foram plantadas apenas em janeiro e fevereiro, ficando suscetíveis às chuvas intensas mais recentes,” detalhou o produtor Caio Nemitz.

Nemitz, que possui lavouras em Alegrete e Manoel Viana, também comentou sobre os desafios enfrentados. “Perdemos um pouco nas áreas de várzea. De maneira geral, a região teve uma quebra de 20 a 25%, saindo de um potencial de 60 sacas por hectare para 40 sacas por hectare. Foi uma safra normal, não será uma grande safra, mas muito melhor se comparada com dois anos atrás, quando enfrentamos uma seca severa,” destacou.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários