Morre, aos 89 anos, o narrador esportivo Silvio Luiz

O narrador era detentor de diversos bordões; foi foi ele, pelo amor dos meus filhinhos, o que eu vou dizer lá em casa?

Nesta quinta-feira, 16, morreu o narrador esportivo Silvio Luiz, aos 89 anos. O locutor sofreu com falência de múltiplos órgãos. Ele deixa a esposa, a cantora Márcia, e três filhos: Alexandre, Andréa e André. Silvio estava internado desde a última quarta-feira, 8, na Unidade de Terapia Inteniva (UTI) do Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, após sofrer um infarto.

Nascido em 1934, em São Paulo, Silvio Luiz Peres Machado de Souza se consolidou como um dos maiores ícones da locução por mais de sete décadas. Antes de dedicar-se ao jornalismo esportivo, o narrador foi árbitro de futebol entre as décadas de 1960 e 1970.

Ele narrou diversas Copas do Mundo e registrou bordões icônicos como “Está valendo”, “Acerta o seu daí que eu arredondo o meu daqui”, “Olho no lance, éééé…”, “Confira comigo no replay”, “Pelas barbas do profeta”, “O que eu vou dizer lá em casa?”, “Pelo amor dos meus filhinhos”, “Balançou o capim no fundo do gol”, “Foi, foi, foi, foi ele… o craque da camisa número…”.

Silvio narrou o Campeonato Paulista de 2024 pela Record, onde comandou as transmissões alternativas da emissora ao lado dos humoristas Carioca e Bola. Durante o jogo entre Santos e Palmeiras, ele passou mal e foi internado pela primeira vez.

Fonte: Uol

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários