RGE regulariza 1,9 mil clientes com ligações clandestinas

Durante o ano de 2019, a RGE regularizou 1.959 novos clientes que foram incorporados ao sistema de distribuição da empresa. Com um investimento de R$ 4,5 milhões, o Programa de Eficiência Energética (PEE) da distribuidora atuou em 21 municípios executando a regularização de moradores que tinham ligações clandestinas ou fora do padrão.

 

A distribuidora do Grupo CPFL Energia mapeia moradores que não estejam ligados devidamente na rede e fornece todos os equipamentos necessários para a regularização: medidor, poste, ramal de ligação e outros componentes menores necessários para o processo.

Desta forma, o fornecimento de energia elétrica para este novo cliente fica dentro dos padrões e mais seguro não só para ele, mas também para sua rua, bairro e cidade. Além disso, o morador passa a ter uma conta de luz em seu nome, que é um dos comprovantes de residência mais respeitados no mercado.

Segundo o coordenador do Programa de Eficiência Energética da RGE, Odair Deters, estas ações oferecem maior segurança a todos os clientes. “Este processo de regularização de clientes tem um grande impacto na segurança da população. Ligações irregulares ou fora dos padrões oferecem constante risco de curto-circuito, que pode danificar não só a rede de distribuição, mas também causar danos materiais queimando equipamentos e eletrodomésticos de ruas inteiras”, destaca Deters.

O atendimento abrangeu residências regulares atendidas por rede de baixa tensão e sem fornecimento legal de energia elétrica. Todos os clientes passam a ser conectados à rede através da tecnologia do cabo concêntrico, uma solução que inibe a ocorrência dos chamados furtos de energia.

Atualmente não existe um cadastro prévio de interessados para a regularização junto à empresa. É a RGE que trabalha em sintonia com o poder público local nesta identificação, priorizando áreas e famílias com maior vulnerabilidade social.

Uma destas ações foi realizada na COHAB Feitoria, em São Leopoldo, onde as regularizações ocorreram em blocos condominiais. Ao todo, foram substituídos 118 painéis que atendem oito famílias cada um, totalizando 944 residências atendidas.

O Gerente de Serviços de Recuperação de Energia da RGE, Danillo Lelis, ressalta que, em ações como estas, todos consumidores são beneficiados. “As perdas comerciais, que incluem furtos, fraudes e as próprias ligações irregulares, são fatores que impactam no aumento do valor da conta de energia dos clientes regulares, pois parte desta energia desviada é refletida na tarifa. Portanto, a regularização gera benefícios a todos os consumidores de uma forma geral”, pontua Lelis.

As regularizações ocorreram, além de São Leopoldo, em Alegrete, Barra do Quaraí, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Campinas do Sul, Cerro Largo, Constantina, Giruá, Itaqui, Jacutinga, Maçambará, Manoel Viana, Maratá, Marau, Passo Fundo, Quaraí, Santo Ângelo, São Borja, Taquara e Uruguaiana. Em 2020, a RGE estima regularizar, através de seu Programa de Eficiência Energética, outros 1.300 consumidores.

Compartilhe
  • 241
  •  
  •  
  •  
  •  
    241
    Shares