Sem acesso a UTIs da região central e capital, aumenta procura pelo serviço da Neonatal de Alegrete

Com acesso restrito das cidades da região central à Santa Maria, que foi duramente afetada pelas cheias, o serviços de partos e atendimento a bebês prematuros estão sendo direcionados para Alegrete.

Por ciúmes, homem quebra telefone da ex-companheira e acaba sendo preso em flagrante

A Dr Marilene Campagnolo, chefe da UTI Neo Natal da Santa Casa de Alegrete, explica que nas últimas semanas aumentou a demanda de partos de gestantes de outras cidades da região, assim como de bebês com prematuridade extrema. – Estamos com a nossa UTI NEO lotada com prematuros de 500, 665 gramas o que é uma situação preocupante diante das necessidade de cuidados extremos, pondera a Pediatra.

A médica lembra que esta situação expõe ao que eles mais solicitam sobre a necessidade de fazer pré-natal para manter a saúde dos bebês e a da mãe gestante. Dra Marilene lembrou que o estresse de gestantes em áreas duramente afetadas pelas chuvas pode ter contribuído para para partos prematuros.

Dentre as cidades que a Santa Casa de Alegrete acolhe pacientes neste momento de calamidade estão Jaguari, Itaqui e Santiago.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários