Vereadora Maria do Horto alerta para o desmonte do serviço público Federal

Compartilhe
  • 115
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    115
    Shares

Semana passada o Governo Federal anunciou a proposta de Reforma Administrativa que muda as regras para contratação, reajuste salarial e progressão de carreira para funcionários públicos. O Ministro da Economia Paulo Guedes, justificou a reforma comparando funcionários públicos a “parasitas”. Depois da péssima repercussão das declarações o Governo resolveu adiar a proposta. Para a Vereadora Maria do Horto, “as declarações do Ministro são um desrespeito com os servidores públicos, que são trabalhadores fundamentais para o país”.

Embora tenha recuado com a proposta, o atual Governo já anunciou que pretende encaminhar o texto após o Carnaval. Segundo a vereadora Maria do Horto “essa corrente ideológica, que tem marcas do fascismo, vê os servidores públicos e a seguridade social como um “fardo” para o país. Essa ideia vem sendo estimulada nos últimos anos, de modo que o Governo e a mídia de massa atribuem a culpa da crise econômica à seguridade social e ao funcionalismo, incentivando assim a aceitação de reformas perversas para a população, como a da, já aprovada, Reforma da Previdência.

Para a Vereadora “essas políticas são caracterizadas pelo enfraquecimento do estado, o que gera um desmonte nos serviços públicos, a desvalorização dos servidores e o aumento da desigualdade social. Sendo que isso, pode acarretar consequências graves no país, como perda de qualidade em serviços públicos essenciais. É preciso que a população abra os olhos para a verdadeira função dessas ‘reformas’, vendidas para a população com o discurso de ‘urgentes e necessárias’, tem o objetivo de beneficiar o capital privado, prejudicando apenas as parcelas mais pobres da população”.

 


Compartilhe
  • 115
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    115
    Shares