fbpx

Ciclista alegretense, hexacampeão gaúcho traça planos para 2021 e quer incentivar novos bikers
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Morando em Caxias do Sul, o alegretense Sérgio Soares Cruz, fez bonito em 2020. O ciclista representou bem sua cidade natal mais uma vez. Vice-Campeão em Ijuí e campeão na prova de Nova Petrópolis, o ciclista da equipe São João faturou o título de Campeão Gaúcho de Mountain Bike 2020, na categoria Elite.

Foi o 10ª título gaúcho do atleta de Alegrete que soma 9 títulos gaúchos na categoria Elite e um na categoria Sub-30. Na quente e abafada tarde de segunda-feira (28), ele e a esposa Dani Polidoro, visitaram a redação do Portal Alegrete. Respeitando os protocolos sanitários para proteção do novo coronavírus, Cruz falou sobre diversos temas relacionados ao uso da bike.

Gente que se doa; artesã já confeccionou e distribuiu, gratuitamente, mais de 300 máscaras

O multi-campeão veio visitar a família após um ano atípico em que tudo deu ao contrário do que havia planejado. Mesmo assim, ele sagrou-se campeão pela décima vez. Com o início em abril da pandemia, a carga de treino foi ameaçada. Entre treinos isolados e no rolo, ele pedalou 1.560 no mês de maio, ratificado o 10º título no mountain bike gaúcho. Com uma média mensal de 1.250 rodados, Sérgio está prestes a completar mais de 14 mil quilômetros rodados.

Um olhar de gratidão aos profissionais de saúde da Santa Casa de Alegrete

Ele conta que nunca parou os treinos. Apenas numa situação em que ficou três dias sem pedalar, mas logo retomou aos treinamentos. O campeão gaúcho não oficializou alguns patrocínios que seriam parceiros neste ano. Com a desistência de competir o brasileiro deste ano, o alegretense se prepara de agora em diante para as provas de 2021.

Operação da Brigada Militar prende presidiário autor do feminicídio em Alegrete

Seu principal objetivo é a Copa Internacional de MTB, divididas em 3 etapas: Araxá, Petrópolis e São Paulo. Mirando na Copa, o ciclista de Alegrete já realiza seu treinamento de base. Desde que chegou na casa dos familiares não fica um dia sem “girar”, linguagem dos ciclistas que pode ser trocada por pedalada.

Outra competição que está na agenda do campeão é a prova de São Francisco de Paula. Lá serão três dias de puro mountain bike, e ele deve formar dupla com o ciclista Ismael Rech.

Sérgio acredita no crescimento ainda mais do esporte. Seja aqui ou em qualquer lugar. Quer incentivar novos talentos. Torce pelos alegretenses. Cita o nome de Mariana Picolli com referência, atual campeã 2021. “Precisamos incentivar esse pessoal novo. Daqui uns anos teremos mais campeões gaúchos”, comenta Cruz.

Influente na Federação Gaúcha de Ciclismo, o alegretense sugeriu ao presidente a criação de eventos que contemplem a família. Sérgio vai passar o reveillon junto aos familiares e logo em seguida retorna para cidade serrana, onde trabalha no Empório da Bici. Ao lado da esposa, eles irão fazer uma doação de livros a duas instituições do município, antes de seguirem viajem.

Júlio Cesar Santos


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •