Cleber Romário, o Zico, não resistiu a complicações da Covid
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A consternação tomou conta das redes sociais no final da tarde de ontem(15). Em poucos minutos, após o anúncio da morte do alegretense Cleber Romário Josende Ribeiro, inúmeras manifestações de carinho e homenagens. Um colorado, que sempre participou de forma muito ativa em jogos e campeonatos do seu time do coração, também se destacava como árbitro de futebol. Conhecido carinhosamente como Zico, ele fazia parte da Associação dos Árbitros de Futebol De Alegrete- Assarfa. O presidente de honra, Elci Pavani citou que a vida apresenta situações que além de inesperadas, são extremamente dolorosas, fazendo referencia à morte do árbitro. Ele descreve que Zico foi um grande companheiro, àquele de todas as horas e terminou com a frase:que Deus conforte os familiares.

 

Aos 45 anos, Zico tinha muitos planos. Trabalhador, ele atuou também por muitos anos como taxista no ponto localizado na Praça Nova em Alegrete. Em alguns eventos, o alegretense trabalhava como segurança e passou pela Unidade de Pronto Atendimento(UPA), de Caxias do Sul, onde ficou um tempo nesta área. Zico tinha retornado para Alegrete há três meses. Nas excursões da Guarda Popular, participava de forma muito recorrente e contagiava a todos com sua alegria.

Zico estava hospitalizado desde o último dia 4 de janeiro e, de acordo com amigos, ficou um período entubado e travou um luta contra a Covid-19, entretanto, algumas comorbidades teriam agravado o caso e o vírus venceu a guerra de um batalhador que deixou filhos e netos.

É com muita tristeza que recebi essa triste notícia que nosso amigo nos deixou, por causa da Covid, Descanse em paz meu amigo Cleber Romário Josende Ribeiro.Meus sentimentos a toda família do nosso ex integrante do 12° BE Cmb Bld.- disse César da Rosa.

Nelson Delmar Rodrigues Rodrigues, muito abalado comentou que perdeu um amigão, irmão e um parceiro que era  exemplo de pai.

Já Valdir Knierim, registrou:” companheiro, baita parceiro, grande amigo. Um cara que estava sempre junto com seus amigos . Esse era Cleber Josende Ribeiro ou simplesmente Zico, como era conhecido. Nos deixou ontem, sendo mais uma vítima dessa pandemia que insiste em levar pessoas que aqui só fizeram coisas boas. O que mais falar desse amigo? Dizer que foram inúmeras viagens para várias cidades aqui da região arbitrando jogos de futebol e sempre com muita paixão e dedicação. Vai com Deus meu amigo, perdeste essa batalha, mas deixaste um legado de parceria junto a seus amigos e familiares”.

Colegas das equipes de segurança, taxistas e do futebol, além de amigos e familiares, foram incontáveis demonstrações de carinho ao alegretense que deixou um legado de amizade, respeito e integridade.

Flaviane Antolini Favero


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •