Diante de um gesto de bondade, uma atitude de revoltante ingratidão

No domingo passado, uma simples ida ao supermercado na Cidade Alta de Alegrete se tornou um episódio de estresse e frustração para uma gestante e seu marido.

Tudo começou quando a mulher, grávida de seis meses, que estava sozinha foi abordada por um homem com barba grande, branca e uma bengala, em frente ao supermercado- como descrito por ela.

O homem, aparentemente necessitado, solicitou algo para comer, e a gestante, com bom coração, prontamente comprou um pacote de frango conforme o pedido. No entanto, ao pegar o transporte por aplicativo para retornar para casa, ela suspeita que tenha cometido um engano ao colocar sua carteira na sacola que entregou ao homem.

Feijão, arroz e batata pesam no preço da cesta básica em Alegrete

Ao perceber o erro antes de chegar em casa, ela retornou ao local e confrontou o suspeito, que negou categoricamente ter recebido a carteira. No entanto, a gestante estava certa de que a havia entregado junto com a sacola contendo o frango.

Com todos os seus documentos, cartões e a quantia de 50 reais dentro da carteira, a mulher decidiu investigar, no dia seguinte, os estabelecimentos próximos. Para sua surpresa e descontentamento, descobriu que o mesmo homem, identificado por meio das filmagens de segurança, havia tentado realizar compras com os cartões de crédito, sem sucesso.

Três dias depois, uma reviravolta aconteceu quando a gestante recebeu uma ligação de uma pessoa informando que estava com seus documentos perdidos. Ao chegar no estabelecimento comercial para recuperá-los, o marido da vítima mostrou um vídeo que comprovava que o homem que tentou passar os cartões na farmácia era o mesmo que os entregou em uma emissora de rádio local, alegando tê-los encontrado na rua. A vítima foi identificada por intermédio das redes sociais.

Acadêmicos do Pôr do Sol comemora 41 anos de Carnaval em Alegrete

“Ele usou de má fé, embora tenha entregue os documentos da minha esposa aqui. Pois tentou fazer compras com os cartões e negou quando ela perguntou”, desabafou o marido indignado.

O caso serve de alerta para a comunidade sobre a importância de estar atento e cauteloso em situações que envolvam estranhos, mesmo quando aparentemente estão em necessidade.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários