Em fase de transição, novo sistema fiscal da prefeitura de Alegrete congestiona atendimento

Na manhã desta sexta-feira (2), a reportagem do Portal Alegrete Tudo, conversou com o secretário de finanças José Luis Caurio, sobre o andamento da nova ferramenta.

Com uma demanda superior a 250 atendimentos diários o setor congestionou durante a semana, gerando reclamações de contribuintes que chegaram a permanecer em espera por quase 3 horas. O atendimento com sistema de senhas, tem colaborado para organização, mas por vezes o novo sistema sofre falhas devido a internet e pela complexidade operacional.

Coronel Lopes da Cruz, o militar que quebrou paradigmas em Alegrete

Com 7 técnicos de informática de uma empresa contratada, assessorando toda equipe de finanças do município, o setor tem recebido uma carga grande de atendimento.

Com o pagamento em cota única com 10% de desconto válido até 10 de março, a busca pelo carnê de parcelamento de dívidas de anos anteriores, além de renegociações. Caurio ressalta que o IPTU 2024, será encaminhado a partir de 15 de fevereiro, para pagamento em início de março. “Aqueles contribuintes que optaram por cota única, logicamente não irão receber o documento”, frisa o servidor.

Fanfarra Maria Pereira Teixeira lamenta morte de integrante que encantou em campeonato em Alegrete

A revisão de área construída que não pagava o imposto territorial atingiu 25% e através do cadastro imobiliário foram notificados milhares de contribuintes que irão pagar um novo valor de imposto.

O secretário explica que a substituição do sistema (Dbceller) pelo novo (Gov.br) está sendo melhor assimilado por todos. O processo de remodelagem gera tempo e paciência, ele confessa que a fase de adaptação tenha gerado transtorno em algum momento. O início foi em 10 de janeiro, e a busca é no sentido de prestar o melhor serviço à população alegretense, ressaltou.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários