Poeta Bajes Nunes participa como convidado de sessão da Câmara de Vereadores

A Câmara Municipal de Alegrete foi palco de mais uma sessão ordinária na última quinta-feira, onde o plenário viu uma série de importantes deliberações e a participação especial do poeta alegretense Bages Nunes.

O presidente da Câmara, Moisés Fontoura, deu início aos trabalhos, antes de delegar a condução da sessão ao vice-presidente Bispo Ênio, para atender compromissos na ULFRO (União dos Legislativos da Fronteira Oeste).

Desde a enchente de maio, uma família está sem casa em Alegrete

O destaque da sessão foi a participação do poeta Bajes Nunes, no espaço regimental. O proponente do espaço, vereador Vagner Fan, ressaltou a simplicidade e a relevância do trabalho do poeta para a cultura local. O poeta compartilhou sua trajetória, paixão pela poesia e respondeu a perguntas sobre sua obra, enriquecendo o espaço regimental dedicado a valorizar as contribuições culturais de cidadãos do município.

Os projetos votados durante a Ordem do Dia destacaram-se por sua importância para o desenvolvimento e bem-estar da comunidade alegretense. Bajes Adão Nunes, é um alegretense de 65 anos que é apaixonado em produzir poesias.

Ele disse que trabalhou por muito tempo fora de Alegrete, porém, em 1974, retornou ao Município que nasceu para trabalhar numa tipografia, por indicação de sua mãe. Desde lá, seu amor por escrever só aumentou.

Bajes relata que, ao andar pelas ruas de Alegrete, muitas vezes escreveu poesias com foco em observações do cotidiano. Algumas de suas obras: Turco Alípio, IRMA (nosso lar e abrigo), A Misteriosa Morena da Sofia e a mais recente, A velha Estação Férrea, que conta a história do local; confira abaixo a poesia:

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários