Polícia Civil fecha loja em Alegrete

Foram apreendidos cerca de 846 pares de calçados.

Polícia Civil fecha loja em Alegrete
Polícia Civil fecha loja em Alegrete

A Polícia Civil, através dos cartorários da 1ª Delegacia de Polícia de Alegrete, com apoio dos Policiais do Setor de Investigação, da Operação Hórus e da 4ª DPR/Alegrete, sob a coordenação do Delegado de Polícia Maurício Arruda, fecharam uma loja na Avenida Assis Brasil.

A proprietária da loja, que já foi representante comercial, aproveitando o fato de ter acesso a cadastro de clientes, montou sua loja de calçados, comprando mercadorias em nome de uma cliente.

Polícia Civil fecha loja em Alegrete
Polícia Civil fecha loja em Alegrete

Uma vítima, procurou a Delegacia de Polícia, quando chegaram títulos protestados com valores relevantes. A Polícia Civil investigou os títulos, constatando que as compras tinham sido feitas pela representante comercial (estelionatária) utilizando o cadastro da vítima, e descobriu o local onde as mercadorias foram entregues (na Av. Assis Brasil).

Covid-19: vacinação para adolescentes de 17 anos, nesta quarta-feira, em Alegrete

Nesta manhã, os policiais fizeram a apreensão de praticamente todos os produtos expostos na loja. No momento da ação, apenas o companheiro da representante comercial estava na loja, sendo que ela não quis comparecer no local durante às buscas.

Polícia Civil fecha loja em Alegrete
Polícia Civil fecha loja em Alegrete

A Polícia calcula que a representante comercial  iria lucrar cerca de R$ 38.460,00 com a fraude. Ao todo, foram comprados 1.282 pares de calçados de forma fraudulenta, ou seja, já tinham sido vendidos ou repassados 436 pares. Os objetos apreendidos serão restituídos à vitima.

Polícia Civil fecha loja em Alegrete
Polícia Civil fecha loja em Alegrete
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários