Procon aguarda Inmetro para verificar qualidade de combustíveis após denúncia de falha em motores de carros

Relatos de problema em carros com injeção eletrônica por condutores de Alegrete, são bem mais comuns do que se imagina.

O problema pode ser na bomba de combustível que não injeta gasolina e o carro não dá arranque. A primeira coisa que os mecânicos perguntam é: onde o condutor abastece o carro aqui na cidade. As dificuldades de dar arranque e as falhas, conforme esses profissionais, pode ser devido à gasolina.

Gefferson Maidana, diretor do Procon de Alegrete, explica o INMETRO é quem fiscaklzia essa questões nos postos de combustíveis do Município. Ele disse, ainda, que se o consumidor tiver problemas em seu carro e for comprovado que pode ser devido à gasolina adulterada e, ele e tiver nota, pode pedir ressarcimento dos consertos ao posto de combustível.

Startups de Alegrete ficam entre as semifinalistas da competição Gramado Summit

O sinal mais clássico de gosolina adulterada é o baixo rendimento e a queda na performance do veículo. Então, se o carro sempre responde bem ao pisar fundo, mas por algum motivo não está respondendo, pode ser um sinal de alerta.

Além disso, dirigir menos e gastar mais também pode ser um grande sinal de alerta. Embora haja variação de um posto para outro, não é normal uma queda de rendimento acima de 15%. Além disso, quando a gasolina está adulterada, fica mais difícil dar partida. O problema também ocorre quando o etanol é de baixa qualidade.

Morador de Sinop, no Mato Grosso, deseja reencontrar a família em Alegrete; auxilie compartilhando

Portanto, se o carro não está ligando de primeira como sempre, a primeira suspeita é a qualidade do combustível. Mesmo que o carro funcione de primeira, também é um sinal de alerta quando ele engasga em marchas baixas. Deste modo, é preciso manter a atenção nestes momentos caso haja suspeita de combustível ruim.

A luz da injeção eletrônica acesa é outro sinal de que há falhas no funcionamento do carro e o combustível ruim danifica peças. O resultado é que as luzes de atenção no painel começam a acender. Por exemplo, se a luz da injeção eletrônica estiver acesa após colocar o combustível, pode ser um péssimo sinal. Afinal, o sistema controla a admissão de combustível no motor.

BBB gaúcho surpreso com repercussão de sua trajetória que chegou a Time Square em Nova York

Como a gasolina ruim se mistura mais com o ar, o dano pode ocorrer pouco tempo depois de abastecer. Então, se essa luz acender, é preciso verificar o quanto antes e desconfiar da qualidade do combustível.

E, por fim, como o combustível ruim pode danificar peças, os barulhos diferentes começam a surgir. Por exemplo, o motor pode começar a bater por desgaste. Além disso, algumas peças podem quebrar ou ter vedações danificadas. Assim, qualquer sinal de problema, no curto, médio e longo prazo, pode estar relacionado ao combustível ruim.

É essencial que os motoristas tenham postos de gasolina de confiança e que estejam atentos aos sinais. Caso algo esteja errado, é possível denunciar o posto à Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP).

Com informação do site auto esporte

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários