Atitudes simples facilitam o trabalho dos garis e evitam acidentes de trabalho

Atitudes simples facilitam o trabalho dos garis e evitam acidentes de trabalho

Geralmente, acordados desde às 4h da manhã ou até antes, os profissionais garantem o recolhimento desses materiais pela cidade: os coletores de resíduos.

Percorrer a cidade não é para qualquer um, por isso atitudes simples dentro de casa, como separar corretamente os resíduos recicláveis do comum, além de alguns cuidados na hora da separação podem garantir mais segurança a esses trabalhadores.

“Me emociono em falar das minhas origens que deixei há 36 anos”- diz alegretense Elaine Garcez

Um dos maiores problemas dos coletores no dia a dia é ter que lidar com objetos cortantes e pontiagudos que foram descartados de qualquer maneira. Dependendo de como esses materiais forem colocados no lixo, esses trabalhadores podem sofrer ferimentos graves. Por isso, todo cuidado e atenção na hora de descartar vidros quebrados e objetivos pontiagudos são importantes.

Assim, o professor Marluã Alende demonstrou sua empatia e também acrescentou que a ação serve como um exemplo e conscientização para todos.

Ele e a mãe, ao descartarem vidros, os acondicionam em pets e posteriormente em uma caixa, com um aviso alertando para os garis que ali estão vidros.

O educador ressaltou que é de suma relevância, não apenas ter o cuidado em relação a separação do lixo seco com o orgânico , como esses alertas para evitar que os trabalhadores venham a se ferir, o que pode gerar ferimento graves.

“Existem algumas formas de jogar no lixo os cacos de um objeto de vidro quebrado. Uma das opções é colocar tudo em uma garrafa pet. Você pode colocar pela tampa ou fazer um corte no plástico, jogar os vidros e depois fechar com uma fita adesiva forte”- cita.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários