Com pedido de vista, votação de projeto que extingue cargos de zeladores foi adiada

A solicitação do vereador João Leivas, de pedir vista, deixou os servidores indignados, conforme relato ao PAT.

A solicitação do vereador João Leivas, de pedir vista, deixou os servidores indignados, conforme relato ao PAT.

“Ele conhecia o Projeto que estava na pauta desde a semana passada e, todos os servidores que puderam, cerca de 40, estavam no plenário. Esse Projeto está na Câmara desde junho do ano passado”- acrescentou – um dos zeladores.

A sessão ordinária da noite do dia 30, tinha como pauta a votação de uma das discussões mais polêmicas da cidade- da PL 002 que autoriza o Poder Executivo a extinguir cargos de zeladores e serventes da Prefeitura de Alegrete.

Homem, acusado de pedófilo, é ameaçado com pistola em via pública

No plenário, acompanharam os debates servidores públicos que serão os afetados diretos com essa decisão. Também estavam presentes o Prefeito Márcio Amaral, Vice-prefeito Jesse Trindade e secretários.

Contudo, durante a sessão, depois da leitura do projeto, o vereador líder do partido MDB, na bancada, João Leivas, pediu vista e a votação foi cancelada.

“Esse pedido não trará prejuízos aos servidores, pois a votação vai ocorrer na próxima semana” – destacou o vereador.

São cerca de 300 cargos, entre serventes e zeladores que pelo Projeto seriam extintos. Os que já estão nos cargos não sofreriam prejuízos, só não terá mais concursos para essas funções e a Prefeitura vai terceirizar com a contratação de empresa para fazer as funções, sem danos ao serviço de zeladoria de prédios públicos do Município.

Fotos: assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários