Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

De manicure a Barmaid. Esse é o nome dado para mulheres que trabalham produzindo e servindo coquetéis e drinks em bares, baladas e restaurantes.

Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia
Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

A história de superação da alegretense, Daiane Martins de Melo, de 32 anos começou ainda no início da pandemia.

Ela ressalta que por vários anos, sua profissão era manicure e, confessa, estava acomodada e acreditava que aquele período trabalhando, muitas vezes, intermináveis horas, pois saía de casa às 7h e retornava por volta das 23h, era o ápice de tudo que poderia fazer. Mas, uma cliente de sete anos a tirou da sua zona de conforto.

6º RCB forma mais uma turma no curso básico de graduação em Sargentos

Em determinado dia, a empresária Bruna de Medeiros que tem um estabelecimento comercial na região central da cidade e administra ao lado do esposo Diogo Nogueira, a chamou para fazer parte da equipe e a designou a fazer drinks e coquetéis.

Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia
Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

No primeiro momento, Daiane recusou pois não se imaginava fazendo a composição das bebidas. Mas, sem muitas opções, recebeu a determinação de comparecer no bar e daquela noite em diante, há dois anos, ela teve a certeza que poderia muito mais.

Família e amigos pedem justiça pela morte de jovem, grávida, encontrada pelo pai

Dos cursos para se aperfeiçoar e de todo o estudo que desenvolveu através do youtube, hoje, a Barmaid não considera outra profissão e está radiante com as conquistas pessoais.

Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia
Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

Além de aprender uma nova profissão e se destacar nela, Daiane também se redescobriu como mulher, mãe e esposa. Empoderada, devido à oportunidade que recebeu e todo aprendizado, é imensamente grata a cliente(empresária) que viu o seu potencial, pois muito mais do que desenvolver o trabalho de forma exemplar, isso requer uma constante busca por aprendizado e também disciplina.

“Foi minha patroa que descobriu em mim o meu talento. Antes mesmo de eu pensar em dizer sim, ela me fez ter coragem para enfrentar o desafio que, no início não foi fácil – confesso.”- isso devido a toda cobrança que Daiane faz de si – destaca.

Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia
Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

Ela disse à reportagem o quanto é importante as pessoas se aproximarem e se unirem a outras que sejam do bem, que inspirem para que possam crescer na vida, com um ambiente para progredir.

Neste período que está atuando no bar do El Chori, Daiane, orgulhosa, acrescenta que já tem drinks de sua autoria, como um mojito de morango.

Foragido da justiça é preso no Bairro Airton Senna

“Com a pandemia, eu fiquei desempregada, se fosse contar com a minha profissão de manicure iria passar dificuldades, mas uma pessoa apostou em mim e, mesmo com meus medos, pois eu tinha muito medo de sair de casa, em razão do vírus, e principalmente, as dificuldades financeiras dos bares noturnos, eu e meu esposo que também trabalha ali, fomos acolhidos.

Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia
Guinada na vida: manicure vira barmaid durante a pandemia

Continuamos trabalhando através de tele-entregas, nada com o bar aberto, mas o meu trabalho foi valorizado, assim como de todos que atuam ali”- declara.

Esse testemunho de Daiane é para que as pessoas não fiquem presas e limitadas apenas aquilo que julgam conhecer e fazer. Muitas vezes as provocações e as oportunidades podem ser assustadores de início, mas isso pode ser um momento de grandes descobertas e ascensão na vida. Sou casada com André Duarte da Silva e tenho um filho de 15 anos, Lucas. Eles também são meus grandes incentivadores – comenta.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários