Matança de cães por envenenamento no Caverá

“Pensei que não fosse conseguir salvá-la. Perdi outros três cães há cerca de 20 dias. Isso é desumano, é muito triste”- disse o artesão de cordas Gabriel Trindade.

Adolescente, vítima de sequestro e cárcere privado, é encontrado nu em Alegrete

Ele que reside a cerca de 8 km da cidade, no corredor da Urcamp, no Caverá, falou com o PAT, após perder três cães por envenenamento e ter, na noite de segunda-feira(30), a cadela(Dogo Argentino), envenenada. Por muita sorte, Gabriel percebeu que a cadela, chamada de Safada, estava se debatendo e foi até o local onde ela estava e percebeu que o animal já estava babando, com espuma pela boca.

Ela tinha apenas 1% de chance de ser mãe

Rapidamente, ele colocou para dentro de casa e fez ela ingerir café, posteriormente, a medicou com auxílio de um vizinho que também teve animais mortos por envenenamento.

O trabalhador citou que há dias a matança de cães está acontecendo na localidade, não apenas nos corredores, mas até mesmo no pátio dos estabelecimentos comerciais.

“Até o momento, não há suspeitos, mas estamos imbuídos na busca de responsabilizar quem está fazendo essa crueldade. Meus animais ficam dentro do meu pátio e minha cadela inclusive estava no vai e vem. Ela é brava, mas não faz mal algum para justificar um ato criminoso como esse”- considerou.

Além de Gabriel, outras pessoas em estabelecimentos vizinhos também tiveram cães mortos.

Gabriel vai realizar um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários