Paróquia na Zona Leste celebra 18 anos com procissão em honra à Santa Padroeira

Neste dia 3 de dezembro, a Paróquia Nossa Senhora Conquistadora, localizada na Zona Leste, celebrou seus 18 anos com uma procissão em homenagem à Santa Padroeira.

A festividade, que tradicionalmente ocorre em 15 de novembro, teve que ser adiada devido a obras no local. À frente da celebração, o Padre Irineu Neto Guedes Machado, com 35 anos de sacerdócio, conduziu os fiéis em um ato de fé e devoção.

Coronel Lopes da Cruz, o militar que quebrou paradigmas em Alegrete

A procissão ocorreu na quadra da pracinha do bairro Santos Dumont, Bartolomeu Gusmão, e foi especialmente marcante, pois a imagem da Santa foi colocada em uma capelinha móvel. Essa decisão permitiu que os devotos segurassem e conduzissem a imagem de Nossa Senhora Conquistadora, proporcionando a todos a oportunidade de sentir sua presença de maneira mais próxima e pessoal. Logo em seguida, deu-se continuidade à missa.

Além da procissão, o domingo também ofereceu um almoço na capela, com ingressos disponíveis ao público. Os interessados podem adquirir os ingressos por R$ 40 para adultos e R$ 15 para crianças de 7 a 10 anos. O evento também contou com música ao vivo, criando um ambiente festivo e alegre para os participantes.

A devoção a Nossa Senhora Conquistadora tem raízes profundas na história da diocese. Iniciada há muito tempo nas terras locais, a veneração à Imaculada Conceição foi fortalecida pelo Pe. Roque Gonzáles, um dos primeiros missionários da região. Carregando consigo o quadro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição em suas missões, Pe. Roque proclamava: “Ela é a nossa Conquistadora! Ela nos ajudará a evangelizar e a conquistar os índios.” Assim, Nossa Senhora Conquistadora tornou-se a invocação unânime de todos os devotos.

Homem suspeito pelo assassinato de mulher foi preso por determinação da justiça

A oficialização da devoção ocorreu em 1955, quando Dom Luiz Felipe de Nadal, terceiro Bispo de Uruguaiana, solicitou ao Papa Pio XII que Nossa Senhora Conquistadora fosse declarada Padroeira principal da Diocese de Uruguaiana. Em 7 de junho de 1957, com um Breve Apostólico, o Papa atendeu ao pedido, afirmando: “Declaramos Nossa Senhora Conquistadora, principal Padroeira junto a Deus, juntamente com São Miguel, Padroeiro igualmente principal, da Diocese de Uruguaiana.” A celebração anual desta devoção é realizada em 15 de novembro, marcando um vínculo espiritual significativo para a comunidade.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários