PIB do Brasil fica à frente de importantes países no último trimestre

O PIB do Brasil ficou em 9º lugar, dentre 32 países.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1% no 1º trimestre, na comparação com os três meses imediatamente anteriores, conforme relatório divulgado na semana passada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Morre Moacyr Araújo, popular Caco, um pagodeiro sempre de bem com a vida

Frente ao mesmo trimestre de 2021, o avanço foi de 1,7%. Em valores correntes, o PIB chegou a R$ 2,249 trilhões. Esse resultado ficou à frente dos Estados Unidos, França, Alemanha, Japão, Suíça, Coréia do Sul e Reino Unido, entre outros.

Apesar  das consequências epidemia e da guerra na Ucrânia, a economia brasileira vem dando sinais de recuperação, turbinada pelo setor de serviços. Para o economista Paulo Renato Rodrigues, “o crescimento de 1% do PIB  brasileiro, no primeiro trimestre de 2022, em comparação ao quarto trimestre de 2021, é a terceira alta consecutiva do indicador, o que é um dado positivo, dado ao atual cenário.

Não sabendo que Fofinho partiu, o amigo foi ao seu encontro no lugar de sempre

Segundo o economista, o crescimento acumulado em quatro trimestres ficou em 4,7%, a maior expansão desde o terceiro trimestre de 2011. Isso traça um cenário mais otimista para a economia que, só para comparar, encolheu 3,9%, em 2020, devido aos efeitos da pandemia”. Rodrigues afirmou, ainda, que o  quadro é favorável, mas a guerra na Ucrânia é um fator importante de riscos.

Se o conflito geopolítico não for resolvido e a alta nos preços de energia começar a prejudicar a cadeia de produção nas economias desenvolvidas, os impactos negativos advindos da aversão a risco podem se tornar um grave problema. Além disso, diz que o avanço da inflação americana eleva os riscos de uma recessão na maior economia do mundo e isso teria reflexos imediatos em outros países como o Brasil”, concluiu o economista, formado pela Faculdade de Ciências Econômicas de Alegrete e pós-graduado em Teoria Econômica pela UFRGS.

Principais destaques do PIB do 1º trimestre:

  • Serviços: 1%
  • Indústria: 0,1%
  • Agropecuária: -0,9%
  • Consumo das famílias: 0,7%
  • Consumo do governo: 0,1%
  • Investimentos: -3,5%
  • Exportações: 5%
  • Importação: -4,6%
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários