Uma palavra amiga na hora certa muda um destino; história baseada em fatos reais

Na manhã de quarta-feira, 30 de agosto, um acontecimento marcante destacou a importância de uma palavra amiga, uma melodia tocante e um gesto de afeto.

Por volta das 10h30min, uma mulher visivelmente emocionada adentrou a recepção da Rádio Nativa. Suas lágrimas fluíam de maneira incontrolável, quase silenciando sua voz, enquanto ela buscava desesperadamente pelo locutor que estava no ar naquele exato momento. Renan Boaventura, o recepcionista, ofereceu solidariedade e pediu que ela aguardasse brevemente, enquanto comunicava ao radialista Roberto Correa.

Javalis em parque da cidade é um alerta para a presença de animais selvagens em área central

Sem o menor indício do que estava por vir, Roberto prontamente dirigiu-se à recepção e se deparou com a mulher, uma alegretense à beira do desespero. “Eu havia saído de casa com a intenção de pôr fim à minha vida. Já me encontrava na Ponte Borges de Medeiros com meu olhar fixo no Rio por alguns minutos. Contudo, ao me afastar um pouco, alcancei o som do rádio sintonizado na Rádio Nativa, que ecoava de uma casa próxima à ponte. O que ouvi foi uma mensagem seguida de uma música. Nesse instante, algo em mim mudou. Pareceu como se alguém tivesse interrompido minha trajetória rumo ao que eu acreditava ser o término de meus sofrimentos. Foi então que perguntei pelo endereço da Rádio Nativa e decidi vir até aqui, com o propósito de agradecer-lhe por ter salvado minha vida. Pode soar estranho, mas você me proporcionou uma nova oportunidade para buscar ajuda e enxergar que sempre existe espaço para diminuir a magnitude de nossos problemas”, emocionadamente relatou a mulher.

Acidente entre Gol e caminhão na Avenida Caverá; um bebê foi encaminhado à UPA

Ao receber essa comovente narrativa, o radialista Roberto Correa, tomado pela significância do momento, indagou como poderia auxiliar a mulher. A resposta veio rápida e simples: “apenas me dê um abraço. Minha família não está mais presente, e as pessoas ao meu redor frequentemente encontram formas de me diminuir. A crueldade habita nas interações humanas”. Prontamente, o locutor abraçou-a, oferecendo calor humano e compreensão. Além disso, ele estava pronto para acionar serviços de saúde mental e outros órgãos de apoio, mas a alegretense reiterou sua decisão de buscar ajuda por conta própria, expressando gratidão pela mensagem e pela música que lhe proporcionaram um renascimento.

Mulher exige pix de 3 mil reais do namorado para não revelar conversas intimas pelo Messenger

Roberto Correa, apresentador do programa “Bom Dia Nativa”, é reconhecido por suas mensagens inspiradoras nas manhãs radiofônicas. Ele compartilhou o impacto desse acontecimento extraordinário, enfatizando que não lembrava exatamente qual mensagem havia proferido, uma vez que sua abordagem é sempre espontânea. “O que mais me emocionou foi compreender que somos capazes de salvar vidas com uma simples palavra, um abraço. As pessoas estão enfrentando profunda solidão e carência. O mundo contemporâneo, em vez de unir, muitas vezes separa. No decorrer da pandemia, se falou muito sobre solidariedade e saudade, mas a realidade é mais complexa. Fico imensamente feliz por, sem intenção, ter contribuído para auxiliar alguém”, compartilhou Roberto.

A alegretense deixou a Rádio Nativa com um olhar renovado, proclamando que, a partir daquele instante, havia sentido que sempre há um novo propósito para viver. Esta história única ressalta a influência transformadora que uma simples mensagem, uma melodia e um abraço podem ter na vida de alguém. A Rádio Nativa, sem pretensão, tornou-se um facho de esperança, lembrando da imensidão do impacto positivo que todos podem ter nas vidas dos outros.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários