Casais chegaram cedo para se inscrever no 4º casamento coletivo em Alegrete

E emoção da equipe do vereador Moisés Fontoura em fazer a inscrição para os casais que querem participar do casamento coletivo em Alegrete é algo ímpar, como descreve o vereador.

Mesmo com o frio, que faz em Alegrete neste dia 13, já cedo alguns adentraram o gabinete para fazer a inscrição. Todos querem a oportunidade de realizar o sonho da união legalizada que muitos já vivem há tempos.

Homem é alvo da fúria de comerciante que o feriu com golpe de relho

Um que se inscreveu para casar foi Serafim Soares da Rosa – Beto. Aos 74 anos, o carpinteiro aposentado quer legalizar a união com Conceição Pedroso Prado, de 45 anos, com quem vive há 8 anos. – Eu fui no cartório e vi que tem custos que não temos condições de pagar, e agora como surgiu esta oportunidade eu vim me inscrever, atesta. Para se inscrever é necessário a entidade do casal e algum documento que comprove que participam de programas sociais, informou Fontoura.

Morre Moacyr Araújo, popular Caco, um pagodeiro sempre de bem com a vida

O casal Marliza Nunes de Castro e Douglas Felipe Baron Vargas, também, já realizaram a sua inscrição e agora dizem  que esperam a data para se preparar para o casório. O evento está marcado para outubro próximo, em local e horário ainda ser definido. A inscrição aconteceu até as 12h deste dia 13 e continua, sempre, pela manhã, até fechar o número de 30 casais. O casamento coletivo em sua quarta edição tem a parceria do Poder Judiciário, Cartório de Registro Civil, Secretaria de Promoção Social, Exército.

Marliza Nunes de Castro e Douglas Vargas junto com o vereador Moises Fontoura

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários