Centro de Vigilância alerta população para os sintomas de dengue e leptospirose

No momento em que o Rio Grande do Sul está acometido pela maior enchente da sua história, e permanece em meio a uma epidemia de dengue, a Secretaria Estadual da Saúde (SES), por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), orienta a população gaúcha para as semelhanças e diferenças entre os sintomas de leptospirose e dengue.

Morre cão atropelado: solidariedade de adolescente contrasta com falta de empatia do motorista

É necessário que nos primeiros sinais a população busque o auxílio de um profissional de saúde, seja nos serviços disponíveis ou nos abrigos.

Tanto a dengue quanto a leptospirose apresentam sintomas iniciais como dor de cabeça, febre alta e dor muscular. Não há sintomas exclusivos apenas de um ou outro agravo, no entanto, é mais comum a dengue apresentar dor atrás dos olhos e nas articulações. Já a leptospirose é mais característica a dor na panturrilha e na lombar. “Dengue e leptospirose são muito similares nos sintomas iniciais e o que ajudaria no diagnóstico diferencial seria o hemograma, mas sabemos que na maioria dos abrigos este exame não estará disponível, por isso a importância da avaliação por profissional de saúde” explica a bióloga Valeska Lizzi Lagranha, do Cevs.

Passagem de Matteus no BBB despertou saudade em conterrâneos distantes de Alegrete

A leptospirose é uma doença infecciosa febril aguda e transmitida a partir da exposição direta ou indireta à urina de animais (principalmente ratos) infectados. O contágio pode ocorrer a partir da pele com lesões ou mesmo em pele íntegra se imersa por longos períodos em água contaminada, além de também por meio de mucosas. O período para o surgimento dos sintomas pode variar de um a 30 dias. Os principais sintomas da leptospirose são: febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (em especial, na panturrilha) e calafrios.

Os casos suspeitos de leptospirose estão sendo identificados pelos municípios, mas sem possibilidade de notificar o Estado e com dificuldade de enviar amostras, que estão sendo coletadas para análise posterior.

A dengue é uma doença febril causada por vírus, caracterizada principalmente por febre alta de início rápido. Costuma apresentar mal-estar geral, provocado pelos sintomas que normalmente duram até sete dias. A principal forma de transmissão é pela picada da fêmea infectada do mosquito Aedes aegypti.

Neste ano, o Rio Grande do Sul já registrou mais de 105 mil casos confirmados e 131 óbitos por dengue, os maiores números já registrados da doença em um ano, apesar de estarmos ainda no início de maio.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários