Escola Ballerina promete brilhar na Danza Firenzi na Itália

A Escola Ballerina, referência em dança no município e também em nível nacional, ao longo de sua extensa trajetória, sempre primou por importantes palcos, onde seus alunos possam projetar sua arte e elevar o nome de Alegrete no cenário da Dança.


Inicialmente, a Escola começou a participar dos eventos estaduais e nacionais, mas as fronteiras logo foram se abrindo para que o azul da Ballerina revelasse os talentos da terra e certificasse a qualidade da dança aqui desenvolvida.

Carro furtado é encontrado, no outro dia, incendiado na propriedade do dono do veículo

Em 2024, quando completa 40 anos, novamente a Ballerina retorna ao solo italiano, para participar da 24ª edição do Danza Firenzi, Desta vez com uma delegação de 13 bailarinas de Alegrete e, 4 bailarinas da filial de Porto Alegre, levando em seu repertório artístico um total de 29 coreografias, nos gêneros Ballet de Repertório, Neoclássico, Dança Moderna e Dança Contemporânea. Junto ao grupo de bailarinas, diretores e professores, compõem a delegação familiares e amigos da Escola.

Bailarinas que vão para a Itália

Além da agenda artística, uma vasta programação cultural está organizada para que a delegação da Escola Azul desfrute dos 10 dias na Itália, com passeios a Roma e Veneza, bem como para apreciar as belezas e obras históricas da cidade de Florença, sede do festival.

Participarão do Danza Firenze, acompanhadas dos diretores das duas Escolas Ballerina, as bailarinas: Ana Julia Rigol, Beatriz Toledo, Cecília Caminha, Esther Goldemberg, Giovanna Silveira, Helena Goldemberg, Isabella Silveira, Karina Gediel, Laís Brener, Laura Moraes, Luisa Tambara, Maria Eduarda Farias, Maria Fernanda Dutra, Mariana Eymael, Rafaela Mesquita Cezar, Valentina Flack, e Valentina Lambre.

Na Semana do Meio Ambiente ocorreu um mutirão escoteiro em Alegrete

A competição Danza Firenze, organizada pelo Centro Opus Ballet, chega à sua 24ª edição e confirma-se como um evento de prestígio para escolas de dança, artistas, companhias e coreógrafos que queiram figurar na cena internacional. Com a direção artística de Rosanna Brocanello e Daniel Tinazzi, o concurso é um evento de qualidade reconhecida internacionalmente, graças a um júri excepcional, importantes colaborações com empresas, festivais e concursos, além da atribuição de bolsas oferecidas pelas melhores academias e centros internacionais de formação.

A Ballerina, escola que cada vez mais se firma no cenário internacional da dança, estará no mês de julho levando sua arte para este importante palco europeu.

História da Ballerina em palcos

Ao participar de todas as edições do Bento em Dança, a Ballerina, por razão dos seus importantes prêmios especiais, foi convidada, em 2015, pela Opus Ballet, com sede em Florença-Itália, a participar do Festival Internacional Danza Firenzi. Neste ano, a bailarina Dandara Veiga representou não somente o nosso azul, mas também o Brasil.
No ano de 2016, as duas Ballerinas, matriz e filial (POA), participaram do Danza Firenzi, com as bailarinas Eliza Diniz, Manoela Gomes, Letícia Cirne e mais um grupo de alunas que participaram dos cursos que compõem o evento. Em 2017, novamente as Ballerinas Alegrete/POA se fizeram presente, com as bailarinas Julia Paim e Letícia Cirne.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários