Pedaladas por um trânsito humanizado e com menos acidentes

No último domingo, dia 28, Alegrete viveu um evento especial em alusão ao Maio Amarelo, movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito.

Um passeio ciclístico foi realizado na cidade, contando com a presença e o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Segurança Pública, Mobilidade e Cidadania, Guarda Municipal, do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), e em parceria com o Centro de Formação de Condutores – CFC Alegrete. A ação também faz parte das atividades da Semana Nacional do Trânsito no município.

Antonino Souza Dorneles, médico e agropecuarista, morre aos 85 anos

O ponto de partida do passeio foi em frente ao Centro Cultural, e o percurso contemplou algumas vias importantes da cidade, como a General Sampaio, Vasco Alves, Praça Getúlio Vargas e descida pela Rua Luiz de Freitas, finalizando no ponto de partida. O trajeto foi cuidadosamente planejado para proporcionar uma experiência agradável e segura aos participantes.

O evento contou com a presença do Secretário de Segurança, Mobilidade e Cidadania, Daniel Rosso que demonstrou o comprometimento da administração municipal com a promoção da segurança no trânsito. Também esteve presente o diretor do CFC Alegrete, Roberto Pradel, mostrando o envolvimento e engajamento do centro de formação de condutores com essa causa tão importante.

Menor agredido em via pública precisou de atendimento na UPA

Também a participação do empresário Deonir Martini, que reconhece a importância de promover a conscientização sobre as boas práticas no trânsito e contribuir para a redução de acidentes, além disso, a presença de crianças e outros membros da comunidade, incluindo o Grupo Trilha Aventura.

O passeio ciclístico em Alegrete durante o Maio Amarelo adotou momentos de diversão e integração entre os participantes, reforçando a importância de adotar comportamentos responsáveis ​​e seguros no trânsito. Por meio de ações como essa, são disseminadas a conscientização sobre a preservação da vida e a promoção de um trânsito mais seguro, buscando um ambiente viário mais humano e livre de acidentes.

Égua doente, abandonada pelo proprietário, precisou de eutanásia para cessar o sofrimento

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários